Planejamento da licitação e condições que podem interferir na contratação

P

por J. U. Jacoby Fernandes

O texto do projeto da nova lei de licitações fixa que a fase preparatória do processo licitatório é caracterizada pelo planejamento. O planejamento deve atentar para todas as considerações técnicas, mercadológicas e de gestão que podem interferir na contratação. Durante muito tempo o planejamento de uma licitação limitava-se a analisar o objeto, realizando-se as considerações técnicas. A nova norma reforça a necessidade de se realizar também considerações mercadológicas – ou seja, conhecer se a solução escolhida é uma solução viável no mercado, se não existe outra mais moderna, mais barata ou mais eficiente – bem como considerações de gestão, afinal a solução pensada no mercado, ao ser implementada dentro do órgão, torna-se inviável a partir das características peculiares de gestão.

Comentar

Por Elo Consultoria